Featured Video Play Icon
Destaques

CASOS CLÍNICOS | Filipe Pereira

CASOS CLÍNICOS | Filipe Pereira – Praticante de golfe, contraiu uma lesão no punho durante um jogo, no primeiro confinamento do ano passado.

A origem do problema remontava à infância do Filipe. Quando tinha 12, 13 anos fraturou o mesmo punho, o que levou a que ficasse com um ossículo na extremidade do cúbito. A torção que fez durante o jogo de golfe “quebrou” a adaptação que o organismo desenvolveu para “conviver” com aquele ossículo.

Esteve um mês com o punho ligado, mas as dores agudas e a incapacidade para a prático do golfe permaneciam. Os primeiros diagnósticos que obteve apontavam para a necessidade de uma cirurgia – seria necessário extrair o ossículo para perceber se o organismo iria normalizar.

Procurou outras opiniões e soluções e foi nesta fase que chegou até nós. Depois de uma análise cuidada à lesão, a nossa abordagem foi noutro sentido – se o organismo “conviveu” bem com existência do ossículo durante tantos anos, haveria que voltar a criar condições para que o organismo se voltasse a adaptar àquela condição.

Depois de 3 sessões, o Filipe regressou à prática do seu desporto de eleição. Inicialmente, as dores ainda o incomodavam, mas já não a ponto de o impedirem de jogar. Depois de algum tempo, as dores eram cada vez menores e o Filipe foi recuperando a confiança para ultrapassar em definitivo as limitações causadas por esta mazela.